Há exatamente um ano, as máquinas entraram em campo, e o sonho do atleticano começou a ser concretizado no terreno onde está sendo erguida a futura casa do Galo, no bairro Califórnia. “Foram 12 meses de muito trabalho. Estamos satisfeitos com os resultados, mas ainda há muito pela frente. Sempre ressalto que não teremos uma arena luxuosa, mas será moderna, tecnológica e, principalmente, com o DNA atleticano. Um caldeirão para 46 mil torcedores”, ressalta o CEO da Arena MRV, Bruno Muzzi.
A obra está a cargo da Racional Engenharia, empresa sediada em São Paulo e com mais de 50 anos de atuação no ramo a construção. A Reta Engenharia é responsável pelos serviços especializados de engenharia para o gerenciamento e a fiscalização das obras e o projeto arquitetônico é da Farkasvölgyi Arquitetura.
Sempre importante ressaltar que o Atlético é detentor de 100% da Arena MRV. Os recursos para a construção vieram da venda de uma parte de um shopping, aprovada pelo Conselho do clube. Além disso, a MRV adquiriu o naming rights, ou seja, ela tem o direito de uso do nome da Arena para ativação da própria marca.
Desde setembro, a Arena MRV está comercializando cadeiras e camarotes como forma de garantir os recursos para que a obra permaneça com o ritmo planejado por todos os envolvidos no projeto. Os interessados podem ter mais informações ou adquirir as cadeiras pelo site www.arenamrv.com.br.

Etapas da obra

Já foram concluídas a limpeza e a substituição do material do talvegue, a canalização entre Reserva Particular Ecológica (RPE) e Via Expressa, a supressão vegetal, e a construção das principais contenções. A obra está com o cronograma em dia, com 18% já concluídos. Neste um ano já passaram pelo canteiro de obra 893 funcionários e, atualmente, 415 trabalham na construção da Arena MRV. Desse número, 50 são mulheres que ocupam diversos cargos, como engenheiras, profissionais de Segurança do Trabalho, Marketing e Financeiro. Até agora, já foram utilizados 28.570 m³ de concreto e 5.565 toneladas de aço. Além disso, foram construídos cerca de 500 blocos das fundações e instaladas mais de 350 estruturas metálicas, como pilares e vigas.

Contrapartidas Ambientais

Várias contrapartidas ambientais já estão sendo cumpridas pela Arena MRV, como a preservação permanente da Reserva Particular Ecológica RPE, área verde de 26 mil m² ao lado do estádio. Outra importante contrapartida foi a regularização fundiária em área de conservação no Parque Nacional da Serra da Gandarela. Essa área, adquirida pela Arena MRV, correspondente a mais que o dobro da vegetação nativa suprimida no terreno.
A partir de outubro começará o plantio de 46 mil árvores em parques da cidade. Esse número representa uma árvore para cada assento da Arena MRV. Serão plantadas até 4.600 árvores por ano, e o plantio será concretizado em 10 anos. Em paralelo, a Arena MRV destinou às forças de segurança de Minas Gerais de equipamentos que, somados, superam o valor de R$ 4 milhões, para auxiliar no combate a crimes ambientais.

Contrapartidas Sociais

Além do investimento na infraestrutura urbana do entorno do estádio, a Arena MRV reconstruirá a Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Califórnia e revitalizará a Mata dos Morcegos, maior área verde do bairro Califórnia, transformando o espaço em um parque linear para uso da comunidade. Outra contrapartida da obra foi a criação do Instituto Galo, voltado para o desenvolvimento de atividades e projetos de assistência pública, social e cultural. Na Arena MRV será criado também um Centro Integrado de Línguas, para uso da Prefeitura de Belo Horizonte.

Estrutura

A Arena MRV está sendo construída em um terreno de 128 mil m² e terá capacidade para 46 mil torcedores. Serão 40 bares, 2.333 vagas de estacionamento, 80 camarotes (92% vendidos) e 4.462 cadeiras cativas.

Trabalhe Conosco





    Quero uma Cadeira

    Cadastra-se para receber informações sobre a venda de cadeiras cativas. Em breve teremos novidades.




      Quero um Camarote

      Cadastra-se para receber informações sobre a venda de camarotes. Em breve teremos novidades.